sábado, 13 de novembro de 2010

PERDA

Quando eu via o sol a cada amanhecer.
Quando eu via luminosidade nas estrela.
Quando eu sentia a fragrância das flores
Quando eu tinha você.

As distancias mesmo infinitas, eram curtas.
Força nenhuma eram capas de deter.
Agora vivo, esta tristeza absurdo.
Só porque não tenho você.
Ady Alves

Nenhum comentário:

Postar um comentário