Postagens populares

terça-feira, 23 de novembro de 2010

REFLEXÃO

Chafurdei-me por labirintos estranhos e desconhecidos, tive medo, pavor, certezas e incertezas, mas aqueles caminhos bisonhos, dantescos, acabaram subitamente. Parecia o momento de entender e compreender, meditar diante a indúbita grandeza que via a minha frente. Tal estado de pureza, era quase tocável ao meu redor que pude ver o quanto somos pequenos, se déssemos conta da imensidão da nossa insignificância, talvez tivéssemos a magnitude de olharmos dentro de nós mesmos e nos conhecermos melhor. Com este pensamento, me foi dado o direito de voltar e crescer mais um pouquinho o suficiente para entender todo aquele esplendor.

                                                                                                                       Ady Alves

Nenhum comentário:

Postar um comentário